sexta-feira, 21 de Novembro de 2008

Conferência "Quando a arte se torna Pública" na Casa da Esquina - Coimbra

Dia: 20 de Novembro, 21h
Local: Casa da Esquina
Participantes: Carla Cruz (Artista Plástica), Dolores Matos (FIAR), Carlos Alberto Augusto (Coimbra Vibra), Ricardo Correia (Casa da Esquina).
Moderador: Paulo Peixoto (CES)


Quando a Arte se torna Pública
No seguimento de "Chambres Rooms Zimmers" e integrada no projecto "Exercícios de Botânica", a Casa da Esquina apresenta a conferência "Quando a Arte se torna Pública"no dia 20 pelas 21h. Discute-se sobre a intervenção no espaço público com Carla Cruz (Artista Plástica), Dolores Matos (FIAR), Carlos Alberto Augusto (Coimbra Vibra!), Paulo Peixoto (CES). Esta conferência pretende reflectir não só sobre as várias formas de intervenção no espaço público como também fazer a interrogação do acto teatral. Ao mesmo tempo pretende-se cruzar as experiências dos vários projectos representados pelos intervenientes. Além da conferência, os espectadores podem ainda encontrar na Rua Aires de Campos nº 6 a exposição "Sete Olhares Sobre os Exercícios de Botânica" patente até dia 6 de Dezembro.

Carla Cruz
1977, Vila Real, formada em Escultura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Nesse momento interessada nas questões de género na sociedade e na arte e numa forma de fazer arte mais inclusiva, procurando a participação do seu publico pela manipulação. Entre 2001 e 2003 frequento e concluo o Mestrado em Belas Artes pelo Piet Zwart Institute, Willem de Kooning Academy, Roterdão - Holanda /em colaboração com a/ Plymouth University - Reino Unido. Sendo estes anos os de viragem para projectos interactivos, em que crio eventos, situações ou plataformas em que o publico é convidado a tomar parte activa.

Tendo desde cedo colaborado e fundado diversos colectivos, entre eles: Caldeira 213, ZOiNA (Colectivo feminista de intervenção artística), Ateliers-Mentol, Identidades, Clanitica, GARBA (jovens artistas em residência, Itália), Room (Artists run Space, Roterdão); trabalho também em parceria com outros artistas: Isabel Carvalho, Pedro Nora, Catarina Carneiro de Sousa, Ângelo Ferreira de Sousa, Suzanne van Rossenberg, Nina Hoechlt, Jocelyn Cottencin, Karin de Jong, Sabine Funk, Francesco Ventrella, Cláudia Van Dick, Tina Sejberg, Mónica Faria. De momento organizo o projecto expositivo e blog All My Independent Women, dinamizo o Blog Porto Público, pertenço a um Affinity group do Forum Feminista Europeu, coordeno projectos para o Grupo de intercâmbio Artístico entre Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Portugal – Identidades, organizo o espaço expositivo da Gesto Cooperativa Cultural no Porto e sou docente da Escola Superior de Educação de Viseu.

Dolores de Matos, 52 Anos
Nasce em Caldas da Rainha. Em 1978 conclui o Curso de Teatro no Centro Dramático de Évora - inicio da sua actividade artística. De 1984- 1999 é programadora cultural nas Câmaras Municipais de Setúbal e Palmela e coordena o Serviço Educativo (projectos artísticos) do Museu de Setúbal (1984-1994) Concebe e dirige o FIAR, Centro de Artes de Rua. Concebe com João Brites o Festival FIAR com a responsabilidade da direcção de programação e produção - 1999-2008 Coordenadora do Centro de Operações Artísticas na Expo98. Desde 2007 é consultora de programação portuguesa em Valladolid para a Fundacion Municipal de Cultura, Espanha. Responsável pelo trabalho de cooperação internacional na Plataforma Europeia INSITU, que o FIAR, Centro de Artes de Rua integra.

Carlos Alberto Augusto
Compositor português cuja actividade se centra na música parateatro e no teatro-música. Actividade também na área damultimédia, vídeo e comunicação intereactiva como músico e sounddesigner. Trabalhou nos domínios da investigação, legislação,normalização e controlo do ruído. Estudou comunicação. Ajudou a definir e a realizar o programa de música de Coimbra, Capital Nacional da Cultura 2003.

Paulo Peixoto
Paulo Peixoto é investigador do Centro de Estudos Sociais, integrando o Núcleo de Estudos Sobre Cidades e Culturas Urbanas, e professor de Sociologia na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, onde lecciona na licenciatura em Sociologia e no Programa de Mestrado e Doutoramento em Cidades e Culturas Urbanas. Doutorado em Sociologia pela Universidade de Coimbra, é licenciado e mestre em Sociologia pela mesma instituição.Integra a Rede Brasil-Portugal de Estudos Urbanos, executa actualmente projectos de investigação sobre património e turismo, desenvolve actividades de extensão coordenando a avaliação de projectos de intervenção social e é Director da Ensino Superior – Revista do SNESup.É membro das Direcções do Centro de Estudos Sociais, da Associação para a Extensão Universitária e do Sindicato Nacional do Ensino Superior. Os interesses actuais de investigação centram-se nos domínios das cidades e culturas urbanas, património, turismo, e exclusão e violência urbanas.

quarta-feira, 19 de Novembro de 2008

A Feira Laica em Fotos




Aqui estão para mais tarde recordar algumas das fotos da passagem da Feira Laica pela Casa da Esquina. Para fazer casalinho com a Laica deixamos aqui o Gastão, o cão mais simpático da feira. Agradecemos a todos e a todas que estiveram na nossa casa.

Quando a Arte se torna Pública


















No seguimento de “Chambres Rooms Zimmers” e integrada no projecto”Exercícios de Botânica”, a Casa da Esquina apresenta a conferência “Quando a Arte se torna Pública”no dia 20 pelas 21h. Discute-se sobre a intervenção no espaço público com Carla Cruz (Artista Plástica), Dolores Matos (FIAR), Carlos Alberto Augusto (Coimbra Vibra!), Paulo Peixoto (CES). Esta conferência pretende reflectir não só sobre as várias formas de intervenção no espaço público como também fazer a interrogação do acto teatral. Ao mesmo tempo pretende-se cruzar as experiências dos vários projectos representados pelos intervenientes. Além da conferência, os espectadores podem ainda encontrar na Rua Aires de Campos nº 6 a exposição “Sete Olhares Sobre os Exercícios de Botânica” patente até dia 6 de Dezembro.

quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

Inscrições Abertas





Estão abertas as inscrições para os workshops da Casa da Esquina, e podem fazê-las através do mail casadaesquina.associacao@gmail.com ou no nosso espaço na Rua Aires de Campos nº6 a partir de dia 15 de Novembro.



Curso de Iniciação Teatral

Este projecto tem como objectivo criar oficinas de formação para as faixas etárias dos 12 aos 18 anos e adultos. Estas oficinas de teatro estão abertas à comunidade em geral, incidindo nos jovens. Partindo das aprendizagens de cada um e das suas vivências, pretende-se construir um espectáculo teatral e deste modo dinamizar a comunidade local, bem como educar, formar e preparar para futuras actividades a decorrer na Casa da Esquina.


Formador | Ricardo Correia
Público alvo | crianças dos 12 aos 18 anos e adultos a partir dos 19 anos
Duração de cada sessão | 1,30 horas
Horário | às segundas das 19h às 20h30 – 12 aos 18 anos e das 21h às 22h30 - a partir dos 19 anos; de Novembro a final de Abril com paragem nas férias de Natal e Carnaval.
Preço | 20 €uros mensais
Local | Casa da Esquina
Produção | Casa da Esquina


EntreTelas

As Quartas à tarde é tempo de aprender vendo filmes, discutindo o seu conteúdo, não só com o grupo presente mas também em casa, na escola ou noutros espaços, porque cada participante levará consigo textos de apoio que permitirão a continuidade da reflexão proposta em cada sessão.
Ao longo de 7 sessões serão abordados temas como a igualdade, ou desigualdade, nas suas mais diversas manifestações, Direitos Humanos, ecologia e ambiente, cidadania e responsabilidades sociais e cívicas, temas que se entrecruzam com temas curriculares. O objectivo é abrir os horizontes dos e das participantes a diferentes perspectivas de abordagem a questões que no fundo tocam a todas as pessoas, contribuindo para a construção de personalidades mais atentas, mais críticas e mais activas.

Orientação das sessões | Sara Seabra
Público alvo | jovens dos 14 aos 18 anos
Duração de cada sessão | 3 horas
Horário | Quartas-feiras das 14h30 às 17h30
Local | Casa da Esquina
Produção | Casa da Esquina

Corpos Animados




Vamos experimentar o que podemos fazer com o nosso corpo se o fecharmos numa câmara de filmar e num computador. Será que se abrem possibilidades de fazer dele o impossível?
Trabalhando a criatividade e o espírito de equipa introduzem-se, numa única sessão, técnicas de cinema de animação como a pixilação, a edição e a pós-produção.

Formadora | Sara Seabra
Público alvo | crianças dos 6 aos 10 anos (turmas do 1º Ciclo do Ensino Básico)
Duração de cada sessão | 2 horas
Horário | Quintas-feiras das 14h às 16h
Local | Casa da Esquina
Produção | Casa da Esquina

Cinema de Animação

Durante 14 sessões vamos realizar um filme de animação, explorando em conjunto as suas diversas fases: escolher e trabalhar um tema, criar uma história, elaborar o story-board, construir cenários, filmar, sonorizar e editar.
Para além da aprendizagem decorrente da discussão em torno do tema seleccionado, as crianças poderão aprender a trabalhar em equipa, desenvolver a sua criatividade, apreender conceitos técnicos e teóricos ligados à arte cinematográfica e ao cinema de animação em particular.

Formadora | Sara Seabra
Público alvo | crianças dos 6 aos 10 anos
Duração de cada sessão | 3 horas
Horário | Domingos das 10h às 13h
Local | Casa da Esquina
Produção | Casa da Esquina

Com os Direitos Humanos não se brinca!?

Ao longo de 12 sessões a educação para os Direitos Humanos deixa-se guiar pelo Farol, tradução portuguesa, pela Humana Global, do compêndio de actividades criado pelo Conselho da Europa.
Vamos explorar conceitos como: Direitos Humanos, como defendê-los, como reivindicá-los, quem tem direito a eles, quem os protege e os garante; Cidadania, o que é, para que serve, como se vive, como se pratica; Ambiente, quem é responsável, como se protege, o que está em causa; Responsabilidade civil e social, o que é, como se pratica; Direitos e Deveres, como se distinguem, quem os regula - sendo que inerentes a estes conceitos se abordarão questões como a diferença, a migração, a violência doméstica, a educação, a comunicação, a inclusão, as deficiências que algumas pessoas transportam consigo, comportamentos individuais e colectivos, etc..

Formadora | Sara Seabra
Público alvo | jovens dos 14 aos 18 anos
Duração de cada sessão | 3 horas
Horário | Sábados das 14h30 às 17h30
Local | Casa da Esquina
Produção | Casa da Esquina

Os Sons da Natureza

Conduzir um grupo de crianças num passeio pela natureza, durante o qual se despertem os seus ouvidos para os sons ambientais e as suas consciências para os sons que podem tirar de elementos como paus, pedras e pedrinhas. De regresso a casa, as crianças são convidadas a recolher materiais usados, os quais irão reutilizar para recriar os sons da natureza que tiveram oportunidade de descobrir.
Partindo dos conceitos de ecologia acústica e paisagem sonora de R. Murray Schafer, compositor e pedagogo canadiano, temos como objectivos desenvolver a natureza ritmica, construir a identidade musical dentro de cada participante; desenvolver capacidades de abstracção e criatividade na reutilização sonora e de objectos. Teremos 14 sessões para fazer esta caminhada.

Formador/a | Ricardo Moura e Sara Seabra
Público alvo | crianças dos 10 aos 12 anos
Duração de cada sessão | 1h
Horário | Sábados das 10h às 11h ou das 11h às 12h
Local | Casa da Esquina
Produção | Casa da Esquina

Movimento Criativo

Nesta oficina exploratória de apenas uma sessão os grupos de participantes terão a oportunidade de experimentar vários movimentos de dança, de uma forma lúdica e criativa, desde passo de ballet até sequências de hip-hop, entre muitos outros. No final poderão criar diferentes versões de uma possível história da dança com recurso a imagens vídeo e a música pop. Esta oficina foi criada a partir de “Uma Pequena História da Dança” de Sara Dionísio e Manuela Pedroso.

Formadora | Sara Seabra
Público alvo | crianças dos 6 aos 10 anos
Duração de cada sessão | 3 h
Horário | Quintas-feiras das 10h às 13h
Local | Casa da Esquina
Produção | Casa da Esquina

A Feira Laica na Casa da Esquina

A Feira Laica é um projecto vivo e multifacetado:

partindo de uma lógica de espaço de comércio cultural alternativo e justo, tem dado visibilidade a inúmeros editores independentes, artistas gráficos e artesãos e promovido diversos eventos geradores (exposições de artes gráfica, workshops de serigrafia, concertos, publicações…).

Ao longo de 9 edições, em Lisboa, Oeiras, Seixal e Porto, a Feira Laica tem assumido um lugar improvável na vida cultural portuguesa enquanto espaço de encontro entre os criadores e o público, numa lógica que permite a aquisição de bens culturais e criações artísticas ou artesanais, sem a existência de intermediários.

A feira é organizada por um pequeno grupo informal de editores e criadores que funcionam como foco galvanizador de uma comunidade criativa muito mais abrangente.

A Feira vai agora a Coimbra, a convite da Associação Casa da Esquina, com um leque de actividades que dá grande destaque à animação infantil, para além da habitual oferta de comércio cultural justo:
edições independentes, ilustração, artesanato urbano, 2ª mão, serigrafia…

domingo, 9 de Novembro de 2008

Abrimos Portas


Depois de muita lixa gasta, muito pintar e outros tantos quilos de betume, eis que chegamos à recta final e já podemos chamar a esta a nossa casa. A Casa da Esquina abre então as suas portas no dia 15 de Novembro com a Feira Laica numa edição Coimbrã, a exposição "Sete olhares sobre Exercícios de Botânica" e inscrições fresquinhas para workshops de teatro, escrita, cinema de animação, para miúdos e graúdos. E ainda há festa!
Esperamos por todos e todas.

Recepção de Propostas para 2009


Propostas para workshops e actividades

A Casa da Esquina é um espaço de acolhimento de vários projectos e de cruzamento de várias áreas artísticas, onde se pretende implementar projectos que visem dinamizar a cidade de Coimbra e criar um pólo cultural alternativo a funcionar em rede com outras cidades nacionais e internacionais. Como tal, está a receber propostas de projectos (teatro, artes plásticas, ciência, fotografia, cinema, música, reciclagem, etc.) para o ano de 2009.

As propostas devem ser apresentadas por e-mail para
casadaesquina.associacao@gmail.com e devem conter:
Cursos, Exposições, Workshops ou outras actividades- Título, descrição sumária, C.V/Portfólio formador, programa, objectivos e contacto electrónico e telefónico.

Podem contactar connosco através de mail ou por Correio para:

Casa da Esquina - Associação Cultural
Rua Aires de Campos nº 6
3000-014 Coimbra