terça-feira, 15 de Abril de 2014

domingo, 30 de Março de 2014

Oficinas de Costura abril/maio/junho



Oficinas de Costura em abril/maio/junho

Oficina de Costura - Saias
Oficina de Costura - Reutilização com camisas
Oficina de Costura - Reutilização com sweatshirts
Oficina de Costura - Bonecos preto e branco (incluído na iniciativa Coimbra a Brincar)
Oficina de Costura - Roupa de crianças

Inscrições e informações através de geral@casadaesquina.pt

Carcará | um grito no tempo global

Carcará pretende ser um grito pela individualização, num momento global. Uma mostra

de rostos que são histórias, que são singulares, que são humanos.

A numeração dos indivíduos, a uniformização cultural e a tentativa de anulamento de

comportamentos individuais são algumas das questões refletidas nesta exposição.

Pinturas de caras escolhidas num universo de 200. Elas são apresentadas como parte de

uma coleção (200faces.org) que pode ser lida num leque de perspetivas.

sexta-feira, 28 de Março de 2014

IX Mercado de Trocas para Crianças e Jovens


A Casa da Esquinas em colaboração com o Ecosol/CES realiza no dia 5 de abril, entre as 10h00 e as 13h00, o  IX Mercado de Trocas para Crianças e Jovens.
Desta vez vamos até à Casa Municipal da Cultura um dos equipamentos culturais existentes na cidade de Coimbra com um espaço dedicado às crianças.
Como é habitual as crianças e jovens que queiram participar no Mercado de Trocas trazem de casa os brinquedos, jogos didáticos, de computador, materiais escolares, etc que já não usam, bem como uma pequena manta para os expor. Pela participação, sob a forma de moeda, recebem os jardins que lhes permitem adquirir produtos disponíveis no Mercado.
Contamos com a vossa presença nesta que é a 9ª edição do Mercado de Trocas.

segunda-feira, 17 de Março de 2014

Conversas Esquinadas

Orçamentos participativos


Desta vez contamos com a presença de Giovanni Allegretti, investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.

Hora | 18h30
Data | 20 de março
Local | Casa da Esquina

quarta-feira, 12 de Março de 2014

Apresentação do filme "O Leão à procura dos Minerais"



Como vem sendo hábito apresentamos o filme "O Leão à procura dos minerais" que resulta do trabalho das crianças da Oficina de Cinema de Animação orientada pela Sara Seabra.
Estão convidados a aparecer na Casa da Esquina e estar presentes na estreia destes pequenos cineastas.

Hora | 16h00
Data | 16 de março
Local | Casa da Esquina

terça-feira, 11 de Março de 2014

Mercado de Trocas para Crianças

Na 9ª edição o Mercado de Trocas visita a Casa Municipal da Cultura.


Data | 5 de abril
Hora | Das 10h00 às 13h00
Local | Casa Municipal da Cultura

PlayPause The Shipment de Yong Jean Lee's Theatre Company

The Shipment de Yong Jean Lee's Theatre Company

Data | 26 de março
Hora | 21h00
Local | Casa da Esquina

AL Berto - O Último Habitante






21 de Março a partir das 21h na Casa da Esquina

21h00
Conversa com Vicente Alves do Ó e Jorge Palinhos moderação de Elsa Ligeiro

23h00
Instalação vídeo /Suspension of Disbelief de Irina Sales Grade e Eduardo Nascimento
23h15
“Fotografar, Filmar, Escrever” por Sérgio Dias Branco

23h30
Leitura das Três cartas da Memória das Índias com Ricardo Correia e convidados

0h00
Festa com DJ

Inserido no Festival Língua Toda numa parceria Alma Azul + Casa da Esquina

Guerrilha da Agulha



A Guerrilha da Agulha associa-se às comemorações dos 40 anos da Revolução com uma intervenção nas ruas da cidade de Coimbra.
Juntem-se a nós!

Encontro Clube de crochet e tricot
Data | 15 de março
Hora | 16h00
Local | Casa da Esquina

Teatro Sem Cortes



Depois da sua apresentação em outubro de 2013, a Casa da Esquina inicia a tourné de Occupy – Teatro Sem Cortes, espetáculo que aborda a crise europeia, o estado do capitalismo e o movimento Occupy. A encenação está a cargo de Ricardo Correia, tendo como intérpretes: Adiana Silva, Miguel Lança e Ricardo Correia. Figurinos e adereços a cargo de Filipa Alves, numa produção Casa da Esquina. Este espetáculo fará a sua digressão por Teatros, Escolas e espaços não convencionais em 2014.



Aqui fica a agenda dos próximos espetáculos:

Occupy- Teatro sem cortes
Data | 15 de março
Hora | 21h30
Local | Celeiro dos Duques de Aveiro, Pereira do Campo, Montemor-o- Velho

Data | 26 de março
Hora  | 11h00
Local | Escola Secundária D.Dinis, Coimbra

Data | 30 de março
Hora | 21h30
Local | Teatro Experimental da Camacha, Camacha, Madeira

Data | 22 e 23 de abril
Hora | 21h30
Local | Casa da Escrita, Coimbra

sexta-feira, 7 de Março de 2014

terça-feira, 18 de Fevereiro de 2014

EXTENSÃO DO FESTIVAL INSHADOW NA CASA DA ESQUINA

A Casa da Esquina acolhe no próximo dia 21 de Fevereiro uma Extensão do Festival InShadow da Vo´Arte e recebe Pedro Sena Nunes na Casa das Caldeiras para uma masterclass no Curso de Estudos Artísticos da FLUC/UC entre as 14h30 - 17h, que incidirá sobre a relação entre o vídeo e a dança, tema que o realizador tem vindo a explorar em inúmeros filmes ao longo da sua carreira.

A projecção da Extensão InShadow será na Casa da Esquina entre as 18h e 19h30 com entrada livre.
Será composta por alguns dos filmes premiados no InShadow – Festival Internacional de Vídeo, Performance e Tecnologias, e abrirá um espaço de discussão e partilha entre Pedro Sena Nunes e todos os presentes.

Mais informações em geral@casadaesquina.pt ou através dos telefones 239041397/929090628 ou  http://nacasadaesquina.blogspot.pt/


EXTENSÕES INSHADOW 2014 INSHADOW EXTENSIONS 2014 > SELECÇÃO PREMIADOS INSHADOW'13 – 86’ > AWARDED SELECTION INSHADOW’13 – 86’

MELHOR DOCUMENTÁRIO atribuído pelo Júri Documentário BEST DOCUMENTARY awarded by the Documentary Jury Two Seconds After Laughter DAVID ROUSSEVE EUA / INDONÉSIA // USA / INDONESIA | 16’ DOCUMENTÁRIO // DOCUMENTARY | 2012
Two Seconds After Laughter é feito de filmagens deslumbrantes da Ilha de Java, música Sudanesa e uma forte narrativa da vida real, para criar um diálogo além fronteiras sobre uma ironia universal: O que o coração mais anseia é o local a que chama casa e ao qual poderá nunca regressar. Inspirado na experiência do bailarino Sri Susilowati, que regressou à Indonésia depois de 20 anos a viver na América, o filme é uma meditação sobre a natureza da memória e sobre as alegrias e a perturbação emocional que os imigrantes experienciam. A unique hybrid of dance film, documentary, and experimental short, Two Seconds After Laughter weaves stunning cinematog
raphy shot in Java, original Sundanese music, and a potent real-life narrative to create a border-jumping dialogue on a universal irony: The heart longs most for the place called home to which it can never return. Inspired by dancer Sri Susilowati’s experience of returning to Indonesia after 20 years in America, Two Seconds… is a meditation on the nature of memory and a fable-like tale of the joys and emotional dislocation experienced by contemporary immigrant peoples.

 
MELHOR REALIZADOR PORTUGUÊS atribuído pelo Júri Escolas BEST PORTUGUESE DIRECTOR awarded by the Schools Jury A’MAR LUÍS FERNANDES ESPANHA // SPAIN | 5’ VÍDEO-DANÇA // VIDEO DANCE | 2013
A´MAR é um filme de dança abstracto sobre o amor e a separação, sobre sentimentos que surgem dentro do universo de relações amorosas. Um retrato subjectivo que expressa a luta entre dois corpos que se querem fundir e desenhar a forma da sua existência. A´MAR, is an abstract dance film about love and separation, about feelings that usually arise within the universe of love relationships. A subjective portrait that expresses the struggle of two bodies that want to merge and shape the form of their existence.



 MELHOR FILME INTERNACIONAL atribuído pelo Júri Escolas. BEST INTERNATIONAL FILM awarded by the Schools Jury. SKIZM MARCELL ANDRISTYÁK HUNGRIA // HUNGARY | 4’ VÍDEO-DANÇA // VIDEO DANCE | 2013
Skizm é um video-dança contemporâneo, o resultado de uma experiência para estudar a forma e o movimento do corpo através de diferentes pontos de vista. No seu centro existe um processo de alteração interior. Consegue ser familiar a todos, apesar da questão inicial e da posição de cada um ser diferente para todos e mudar com o tempo. Skizm is a contemporary dance video, the upshot of an experience to study the shape and movement of the body from different viewpoints. In its centre there is a process of an inner alteration. It can be familiar to everybody, though the initial question and the factor sat play are different for all, and change with time.
 

PRÉMIO VO’ARTE atribuído pela equipa Vo’Arte VO’ARTE PRIZE awarded by Vo’Arte’s Team Corpo Maior BÁRBARA JANICAS & MARTA MORENO PORTUGAL // PORTUGAL | 14’ DOCUMENTÁRIO // DOCUMENTARY | 2013
A Companhia Maior, um projecto artístico de base multidisciplinar, criado em 2010, é composta por intérpretes profissionais com mais de 60 anos que, apesar dos estereótipos do mundo da dança, da idade e das limitações físicas, oferecem uma vez mais o corpo às memórias do palco. O seu reencontro com o processo criativo e com a nossa câmara jovem e inexperiente, levar-nos-á a repensar o que pode fazer o corpo do bailarino envelhecido enquanto a memória da dança não o deixa morrer. Companhia Maior, a multidisciplinary artistic project created in 2010, comprises professional performers over 60 years old that, despite the stereotypes, their age and the physical limitations, are prepared to, once more, offer their body to the memory of the stage. Their reunion with the creative process and our young and inexperienced camera, will lead us to rethink what the body of the elder dancer can do while the memory of dance doesn’t let it die.
 

MELHOR FILME atribuído pelo Público BEST FILM awarded by the Audience .
5 ANA MARGARIDA COSTA, BRUNO DUARTE, LUÍS MALAQUIAS & SARA BERNARDO PORTUGAL // PORTUGAL | 13’ VÍDEO-DANÇA // VIDEO DANCE | 2013
«Na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco. Enquanto um de nós estiver vivo, seremos sempre cinco.» José Luís Peixoto O que se torna imutável pela acção da inércia! O que foi e é, contínua e ininterruptamente, manter-se-á num estado flutuante entre a estabilidade e a não existência. Como o pó que vai pousando nas porcelanas de uma casa vazia de gente. «By the time of setting the table, we’ll always be five. While one of us is alive, we’ll always be five.» By José Luís Peixoto What becomes immutable by the action of inertia. What once was and is, remains and will uninterruptedly keep a floating state between stability and non-existence. Just as the dust that settles down on the porcelains of an empty house without people.

 
MELHOR COREOGRAFIA atribuído pelo Júri Oficial BEST COREOGRAPHY awarded by the Official Jury Cracks ALEX PACHÓN ESPANHA // SPAIN | 4’ VÍDEO-DANÇA // VIDEO DANCE | 2013
Cada som produz um movimento e qualquer movimento produz um som. Dançando com a música produzida pela dança e, com um certo sarcasmo, a fonte da relação entre dança e música. Quero apresentar um visual que ao mesmo tempo provoque rejeição e sorrisos, para confrontar o espectador com situações desconcertantes com uma estética sóbria. Usando o absurdo e surreal para construir uma atmosfera inquietante, juntamente com o poder hipnótico de imagens em movimento, para explorar formas de expressão pessoal, conhecidas e desconhecidas, desta vez usando a dança contemporânea. Every sound generates a movement and every movement produces a sound. Dancing with the music produced by dance and, with a certain sarcasm, the source of the relationship between dance and music. I want to present a visual that can equally provoke rejection and smiles, to place the spectator in front of disconcerting situations with a sobering aesthetic. Using the absurd and surreal to build an unsettling atmosphere together with the hypnotic power of moving images, to explore knew and unknown forms of personal expression, this time using contemporary dance.

 
MELHOR INTERPRETAÇÃO atribuído pelo Júri Oficial BEST INTERPRETATION awarded by the Official Jury Sans Attente STATHIS DOGANIS & KONSTATINOS RIZOS GRÉCIA // GREECE | 6’ VÍDEO-DANÇA // VIDEO DANCE | 2013
Em busca de realização emocional através de contacto físico, um homem e uma mulher experienciam as flutuações e mudanças que caracterizam as relações humanas. Amor, controvérisa, camaradagem e indiferença formam um fluxo perpétuo de situações contrastantes que incontrolavelmente determinam as nossas escolhas individuais. Este “determinismo” inaugura uma viagem com um final aberto, que pode ser reavaliado e reinterpretado. Seeking emotional completion by physical contact, a man and a woman experience the inevitable fluctuations and changes which characterize human relationships. Love, controversy, comradeship and indifference form a perpetual flow of contrasting situations that uncontrollably determine our individual choices. This “determinism” inaugurates an open-ended journey, which can be reassessed and reinterpreted.

 
MELHOR FILME atribuído pelo Júri Oficial BEST FILM awarded by the Official Jury Peripheral Vision ANTTI AHOKOIVU FINLÂNDIA // FINLAND | 16’ VÍDEO-DANÇA // VIDEO DANCE | 2013
Peripheral Vision é um filme de dança que examina a interacção entre a Natureza e os Seres Humanos, bem como a desconfiança entre os Homens. Peripheral Vision is a dancefilm which examines interaction between nature and Human Beings, as well as the human mistrust towards each other.

 
Scarlet Days SARA C. F. GOUVEIA PORTUGAL // PORTUGAL | 8’ VÍDEO-DANÇA // VIDEO DANCE | 2013
Scarlet Days é uma narrativa não linear em que o movimento do corpo cria uma ligação entre os diversos espaços e personagens. Tirando influência dos filmes da Maya Deren, esta obra questiona noções de espaço e tempo físicos. Scarlet Days oferece interpretações múltiplas de algumas das personagens ficcionais femininas mais icónicas, como a Ofélia, Giselle, Joana D’Arc, Joana Louca, Odile e Odette. O filme analisa o lado psicológico das diferentes personagens, evidenciando assim as semelhanças entre o temperamento delas e a ideia de que são todas uma mesma. Scarlet Days is a non-linear narrative that explores how the movement of the body creates a link between different spaces and characters. Taking influence from Maya Deren’s experimental films, this piece explores the notions of physical space and time. Scarlet Days offers multiple interpretations of some of the most iconic fictional female characters, such as Ophelia, Giselle, Joan of Arc, Joanna the Mad, Odile e Odette. The film analyzes the various characters’ psyches, underlining the similarities in their temperament and suggests the idea that they are all one and the same.

segunda-feira, 10 de Fevereiro de 2014

A Casa da Esquina ruma à Galiza!


Já esta semana a não perder dia 14 em Vigo no espaço La Caja às 20h00 e às 23h00
e dia 16 à mesma hora no espaço Extramuros na Corunha.

A performance "NOVE" nasceu da residência artística em 2011 realizada por Miguel Seone (músico) e Maria Lado (poetisa/actriz) na Casa da Esquina, onde se explorou a poesia desta autora Galega, que parte do imaginário ligado à pesca e à relação com o Mar. NOVE é uma narrativa poética sobre uma ilha de exilados, que se conta pelo olhar de quem habita e dos outros que a vêem da Costa. Estreado na Madeira, Festival Teatro da Camacha em 2012, passou ainda pelo Citec Montemor Velho e Casa da Esquina em 2013, agora em 2014 vamos em direcção à Galiza onde tudo começou.
http://nove-performancepoetica.blogspot.pt/

Créditos Filipa Alves

sexta-feira, 31 de Janeiro de 2014

As trocas e as moedas sociais no âmbito da economia de proximidade: a experiência brasileira



Oradora| Luciane Santos
Dia | 6 de fevereiro
Horário| 18h30
Local | Casa da Esquina

Os circuitos de troca - de produtos, serviços e saberes - tem se disseminado cada vez mais no atual contexto por que passa Portugal. Muitas destas experiências têm optado pela troca direta. Outras têm introduzido uma moeda social para mediar as trocas, com o objetivo de ampliar as permutas entre pessoas com produtos que possuem valor de uso diferente. A roda de conversa que propomos tem dois objectivos principais: suscitar uma reflexão sobre o uso da moeda como instrumento económico e político e apresentar algumas experiências brasileiras relativamente aos métodos de construção destas feiras de troca e às formas possíveis de aquisição da moeda. Pretendemos, principalmente, debater o contributo que a adopção de uma moeda complementar pode ter numa comunidade (aldeia, vila, cidade), no sentido de estimular a economia de proximidade e a valorização de saberes e fazeres.
Esta iniciativa conta com o apoio do ECOSOL/CES.